domingo, novembro 20, 2005

Não ao reconhecimento....sim à unidade!!!!

A união de um partido em torno dos seus ideais, dos seus valores, propostas e objectivos e, essencialmente, dos elementos que o integram, é fundamental para o bom funcionamento do mesmo e constitui um reflexo da sua imagem.

As juventudes partidárias podem discordar, dado que não são meras alavancas de partidos, enfeites ou animadores de campanha! Por tal, devem ser ouvidas, escutadas, as suas propostas debatidas e a sua opinião realçada pelos líderes dos respectivos partidos. Quando a comunicação entre juventude partidária-partido é inexistente, quando o diálogo não acontece, os jovens, também eles a base de qualquer candidatura credível, seja ela presidencial, legislativa ou autárquica, não se consideram suficientemente representados nem valorizados e, em consequência, surgem a desmotivação e o alheamento.

As juventudes partidárias não têm, não devem ter como objectivo último angariar militantes, mas sim prestar um serviço junto da comunidade juvenil, nas áreas social, cultural e até mesmo lúdica. Cabe-lhes também levantar questões e contribuir para a resolução de problemas que afectam a juventude portuguesa.

A função de uma juventude partidária e, em particular, da Juventude Socialista é lutar pelos direitos dos jovens, é acreditar que estes também podem ter uma participação activa numa terra como Ponte de Lima, no pleno exercício da sua condição de cidadãos! Nós, a Juventude Socialista, não nos preocupamos com intrigas e questiúnculas que só servem para entreter e nada resolvem, mas queremos, isso sim, expressar-nos e conquistar um lugar na cena política limiana. Por isso apoiamos Montenegro Fiúza e Afonso Costa para a Câmara Municipal e para a Assembleia Municipal de Ponte de Lima, porque, ao contrário de alguns, não esperamos quaisquer benesses nem mordomias. O que nos move não é mais que a defesa dos interesses da juventude portuguesa e, de um modo muito particular, dos jovens de Ponte de Lima. E isso nos basta!...

Juventude Socialista de Ponte de Lima

MANIFESTO AUTÁRQUICO

A Juventude Socialista (JS), enquanto organização política formada por Jovens e voltada para a auscultação e procura de soluções para os seus problemas, pretende ser o contraponto de um Concelho amorfo e sem sentido de orientação na tomada de políticas de juventude.

Iremos reunir os meios humanos, materiais e organizacionais adequados e intervir sobre eles, sendo uma voz activa e credível nas soluções a propor. Iremos contribuir para a seriedade na participação do debate político, aproximando eleitos e eleitores, através da criação de uma nova “Praxis” Política, que assentará em valores como: a credibilidade, a coerência, a transparência, a dedicação às causas públicas e a justiça social.

Decidimos identificar problemas e apontar soluções, numa batalha com a convicção de que a JS pode e fará a diferença.

Por isso, definimos um Triângulo Estratégico, que terá os seguintes vectores de actuação estratégica:

Ø A Educação;

Ø O Emprego;

Ø A Habitação.

A Educação:

  • Lançar campanhas de sensibilização junto de instituições como a Segurança Social e os Centros de Apoio Psicológico e Pedagógico nas escolas, com o objectivo de fomentar a formação continua, o espírito inovador e empreendedor, evitando a entrada precoce dos jovens no mercado de trabalho;
  • Alertar para a necessidade da Autarquia criar e investir em Programas de Ocupação Juvenil; incentivar à elaboração de Programas de Educação Cívica; combate à Toxicodependência; Programas de Educação Sexual; e estabelecer juntamente com as escolas, um sistema de benefícios para os melhores trabalhos escolares no âmbito do incentivo à inovação e ao empreendedorismo.

O Emprego:

  • Incentivar a Autarquia a participar na criação de um Plano Concelhio de Emprego, nomeadamente um Plano Turístico Concelhio que possibilite a criação de infra-estruturas dependentes do turismo, que através de sinergias, facilitarão a instalação de empresas, tendo como contrapartidas a fixação profissional dos jovens;
  • Dinamizar os Programas Autárquicos de Incentivo ao Empreendedorismo Jovem no Concelho, criando condições para que as empresas possam ter um impacto sobre o desenvolvimento sustentado deste.

A Habitação:

  • Criação de protocolos que promovam a Modernização do Património Habitacional, dando condições especiais à vertente da habitação jovem;
  • Controlo e fiscalização das habitações do Concelho arrendadas aos jovens;
  • Criação de um Plano Municipal direccionado para a construção de habitações onde existirá uma regulamentação para os prédios devolutos, para o respeito integral dos PDM´s e que incentivará a recuperação dos fogos habitacionais degradados e devolutos.

Outros temas merecerão também a nossa melhor atenção e preocupação, visto estarem dependentes e interligados com o Triângulo Estratégico, nomeadamente:

Ø A Cultura;

Ø As Políticas de Apoio Social;

Ø O Planeamento e Ordenamento do Território;

Ø As Actividades Desportivas e de Lazer;

Ø A Reorganização da Administração Autárquica.

Desta forma, a JS defende que os Jovens devem ter um papel activo e interventivo junto de uma descentralização administrativa, que se conseguirá principalmente, através da execução de propostas como as que apresentamos no presente Manifesto, e que como objectivo último, permitirão uma clara melhoria na qualidade de vida dos Limianos, em particular dos Jovens.


A Juventude Socialista.

JUVENTUDE SOCIALISTA AJUDA ANIMAIS ABANDONADOS

Numa iniciativa pró-activa de incentivo, apelo e promoção da sensibilização da população Limiana para o problema do abandono animal, a Juventude socialista de Ponte de Lima procedeu no passado fim-de-semana à doação “simbólica” de 80Kg de alimentos para animais, à ALAAR – Associação Limiana dos Amigos dos Animais de Rua.

O objectivo da JS, depreende-se da necessidade urgente de alertar as pessoas para o grave problema colocado às autarquias e à população em geral, quase sempre culminado no abate de animais, e que deriva entre outros, do abandono destes (sobretudo no período de Verão que ainda atravessamos), e da ausência de uma atitude consciente das pessoas no acto de aquisição de um animal de estimação.

“A JS, ainda que simbolicamente, procurou com este gesto contribuir para apagar a imagem da dor e sofrimento dos animais de estimação abandonados, e apelar os cidadãos a não ficarem indiferentes à causa. Gostaríamos que, muito maior tivesse sido a nossa ajuda, pois sabemos que este gesto constitui apenas uma gota num oceano de possíveis contribuições, mas congratulamo-nos com a possibilidade de chamar a atenção de todos os Limianos”.

A todos os interessados em conhecer um pouco mais os valores da instituição, a JS lembra que a ALAAR, tem uma página disponível na Internet em www.alaar.nortenet.pt. Caso seja intenção dos interessados realizar um donativo, o mesmo deverá ser efectuado por transferência bancária para a conta da ALAAR no BPN NIB 0079 0000 13221035 102 21

JUVENTUDE SOCIALISTA LANÇA DESAFIO À POPULAÇÃO LIMIANA

A Juventude socialista de Ponte de Lima vai promover junto da população limiana, um concurso fotográfico que se intitulará de: “O Melhor e o Pior de Ponte de Lima em Imagem”. A iniciativa, estende-se a todos os cidadãos das 51 freguesias do Concelho de Ponte de Lima e visa fundamentalmente apelar ao espírito artístico, original e crítico dos seus participantes.

Num claro incentivo e estímulo à arte da fotografia, a Juventude socialista pretende com este concurso, dar a conhecer em imagens, e através daqueles que diariamente são confrontados com a realidade do Concelho, o que de “mais e menos belo” Ponte de Lima tem para oferecer. Os membros desta organização partidária salientam que: “será uma forma de interagirmos com a população do Concelho, e ao mesmo tempo fazermos um levantamento imparcial das suas mais valias, bem como das necessidades prementes ao nível do reordenamento e intervenções paisagística e ambiental. Tratam-se de questões que directa ou indirectamente têm influência sobre a vida dos munícipes, e que a Juventude Socialista abordará na sua luta política”.

Os interessados em participar no evento, deverão registar em fotografia duas imagens, que traduzam as diferentes realidades do Concelho (“o Mais e Menos Belo”), devendo adicionar a cada uma delas o seu respectivo comentário pessoal. Os trabalhos deverão ser enviados até ao dia 13 do corrente mês de Agosto, para o seguinte endereço de correio electrónico: js-pontedelima@bragatel.pt.

A avaliação e selecção dos trabalhos criteriosa e contará com o apoio de alguns especialistas na área da fotografia, sendo o vencedor deste concurso contemplado com um ingresso para a Edição deste ano do Festival de Paredes de Coura. No entanto, todas as fotografias concorrentes serão alvo de uma apresentação pública em

espaço a designar oportunamente.

JUVENTUDE SOCIALISTA DE PONTE DE LIMA JÁ TEM ROSTO


Teve lugar no passado dia 7 de Junho, na Sede do Partido Socialista de Ponte de Lima, a apresentação pública da nova equipa da Juventude Socialista (JS) deste Concelho e da sua respectiva Moção Global de Estratégia: “Uma Nova JS: Geração para o Futuro”.


Um projecto de intervenção activa que, “visa e pretende alcançar a credibilidade e a aproximação dos Jovens das questões Políticas, para que estes vejam o seu papel valorizado”, é o que está subjacente na mensagem de Luís Miguel Esteves, Coordenador desta nova JS Concelhia.

Para tal, é objectivo da JS: “tornar a Organização numa referência para o Concelho, intervindo politicamente de uma forma mais activa, junto dos jovens, em particular, e da sociedade civil, em geral, conquistando a confiança dos Limianos que acreditam nos princípios do Humanismo, da Solidariedade, da Fraternidade, da Liberdade e da Tolerância”.

Pensar o futuro, sem renegar ao passado, é outro objectivo a que se propõem os Jovens Socialistas Limianos, acreditando que é «possível desenhar um futuro consciente e sustentado, mas com os pés bem assentes no presente, e nas tradições e valores do Concelho».

Deste modo, foi apresentado um conjunto de propostas de acção, enquadradas nas linhas gerais da Moção de Estratégia, e que englobam uma série de actividades que terão já início no decorrer deste mês de Junho, com especial incidência no período temporário que antecede o arranque oficial da Campanha Eleitoral para as próximas Eleições Autárquicas.

Trata-se de um plano de acção que irá abarcar desde preocupações sociais no domínio da saúde pública, até ao debate e informação no contexto de temas que estão na ordem do dia nacional, passando pela cultura, lazer, ensino, formação profissional, políticas de emprego e habitação, e o urgente empreendedorismo jovem. Através de um contacto mais directo e interventivo junto da população do Concelho, e numa clara alusão à necessidade premente de iniciativas que congreguem as acções dos jovens e lhes conceda um espaço social há muito reclamado, L.M.E. diz-nos que: “Iremos desenvolver um programa que aponta para o aprofundamento das relações com as estruturas regionais e nacionais de Juventude, aproveitando os elementos ligados às mais diversas áreas de acção, quer sejam militantes do PS ou não, para junto do público mais jovem esclarecer e formar consciências críticas e informadas (…), mudar a imagem dos jovens filiados partidariamente, e sobretudo, a opinião generalizada daqueles que julgam descredibilizados os jovens e sobretudo a política, que se diz ser cinzenta e colada ao poder é um outro objectivo. Temos que mostrar que somos capazes de pensar pela nossa cabeça e que temos gosto e paixão por aquilo que fazemos”.


Em nome do Grupo de Trabalho da JS, Luís Miguel Esteves terminou frisando que, “a JS irá defender e lutar por um conjunto de alternativas em matéria de política jovem. O Concelho reclama que aos jovens, lhes seja dada a oportunidade de traduzir em valor acrescentado, as suas acções. Chegou a vez dos jovens! O nosso futuro é agora! Ponte de Lima é Futuro”.